O que você precisa saber sobre o Novo Ensino Médio | Safetec
(81) 3126-4100 [email protected]

A partir de uma lei aprovada em 2017, o novo ensino médio começa a ser implementado em nosso país em 2022, nas escolas públicas e privadas. O plano é iniciar a reforma a partir do primeiro ano desta etapa de ensino. Com o objetivo de tornar o aprendizado mais atraente e objetivo para os alunos, o projeto traz uma série de mudanças que prometem preparar melhor os jovens para a vida e para o mercado de trabalho.

 

O que podemos esperar

As mudanças começam pelas disciplinas, que agora viraram áreas de conhecimento. Similar à divisão feita pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), agora as “matérias” serão: linguagens e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, e ciências humanas e sociais aplicadas.

No entanto, ao contrário do que muitos podem pensar, isso não significa que as disciplinas que já conhecemos serão excluídas. Elas serão agrupadas dentro dessas áreas de conhecimento e trabalhadas de uma maneira diferente, trazendo menos conteúdo teórico e mais conhecimentos práticos.

Sobre o assunto, Thiago Ornelas, analista de projetos Google for Education da Safetec, comenta: “os professores vão poder qualificar ainda mais suas aulas, trazendo um maior significado para que os alunos tenham a oportunidade de experimentar a vivência profissional no dia a dia de aula. Isso significa que teremos menos aulas expositivas e mais aulas práticas, o aluno vai aprender fazendo”.

 

OUÇA:

Se precisássemos destacar a maior mudança do projeto, citaríamos os “itinerários formativos”. A novidade possibilita que o estudante escolha em quais conhecimentos quer se aprofundar. Na prática, funciona assim: o aluno possui quatro áreas do conhecimento divididas por ano ou por semestre, dependendo da instituição em que estiver, e poderá escolher outra extra para se aprofundar ou alguma formação técnica ou profissional.

 

Motivações e objetivos

A reforma do ensino médio visa fazer com que o aluno saia da escola com uma formação ou conhecimentos específicos que o capacitem com mais eficácia para trilhar o caminho profissional que deseja. É importante destacar que cada instituição de ensino, seja ela particular ou pública, terá autonomia para definir os seus próprios itinerários. Uma pode decidir oferecer quatro, por exemplo, enquanto outra pode disponibilizar 10. Além disso, o estudante poderá mudar de itinerário no decorrer dos três anos, caso deseje.

Sobre as motivações que originaram a reforma, Thiago Ornelas comenta. “Podemos destacar problemas que foram levantados por pesquisas feitas por órgãos especializados, como, por exemplo, o alto índice de evasão no ensino médio, tendo o maior abandono entre todos os outros segmentos educacionais do Brasil, além de existir o problema da diferença de idade e série de grande parte dos estudantes, que chega a ser de dois anos ou mais. Ou seja, alunos que já deveriam ter passado da série, mas estão iniciando ou permanecem nela”.

Em nosso Safetalk #024, Ana Clericuzzi e Thiago Ornelas, do Time Edu, batem um papo sobre o assunto, abordando os principais pontos que devemos estar por dentro sobre a reforma do ensino médio, os benefícios que ela trará e os desafios que as instituições terão pela frente.

Sobre a Safetec – A pernambucana Safetec, integrante do Porto Digital, e única parceira premier Google Cloud no Norte e Nordeste e especialista certificada em Transformação de Trabalho nível Enterprise e Educação, têm apenas um propósito: construir experiências incríveis utilizando soluções de colaboração e tecnologia em nuvem. Tanto na área corporativa quanto educacional, uma de suas principais missões é gerar Retorno de Valor para empresas e instituições de ensino, utilizando soluções simples, inovadoras e eficazes que impactem positivamente o ambiente de trabalho e levem a aprendizagem para além da sala de aula. Está presente no Recife, São Paulo, Fortaleza, Salvador e Belo Horizonte.

Saiba mais