7 riscos do uso de software pirata em empresas ☠️
(81) 3126-4100 [email protected]

Os riscos do uso de software pirata em empresas são bastante sérios. Esse tipo de manobra coloca em jogo a segurança das instituições, assim como pode comprometer as companhias juridicamente.

Softwares piratas são produtos não licenciados, ou seja, programas que são vendidos, mas usa-se de artifícios para liberar seu funcionamento sem pagar.

Se um software pirata estiver sendo usado em uma empresa, independentemente do porte — micro, pequena, média ou grande — e esta for pega, as consequências vão doer no bolso.

A punição será muito maior do que adquirir o produto legalmente, pagando uma parcela mensal.

Quer entender os riscos do uso de software pirata em empresas, qual o valor da multa e quem é responsável por pagá-la? 

Continue lendo este post e saiba tudo!

7 riscos do uso de software pirata em empresas

O principais riscos do uso de software pirata em empresas são:

1. Deixar os computadores vulneráveis a vírus e malwares

Um dos maiores riscos do uso de software pirata em empresas é deixar os computadores vulneráveis a vírus e malwares

O vírus é um tipo de programa malicioso que é acionado ao clicar em um link ou instalar um programa suspeito no computador. Ele se propaga instantaneamente no sistema, prejudicando o funcionamento do computador e comprometendo o sigilo dos dados. 

O malware quando infecta um computador pode danificar as máquinas, roubar dados e instalar um verdadeiro caos se os PCs estiverem interligados por uma rede, por exemplo.

Em muitas empresas, essa é a realidade e corrigir o problema por causa do uso de um software pirata pode gerar prejuízos enormes como a perda do maquinário e vazamento de dados. 

Leia também >>> Segurança em cloud computing: 7 erros a evitar.

2. Maior chance de vazamento de informações e dados confidenciais

Esse risco é uma continuação do item #1. Entre os riscos do uso de software pirata em empresas está também a maior chance de vazamento de informações e dados confidenciais do negócio.

Isso porque os vírus e malwares deixam os computadores vulneráveis a ataques externos que podem comprometer todo o trabalho.

Dependendo da dimensão do problema, ele pode até inviabilizar o funcionamento da empresa.

Por isso, o uso de qualquer tipo de software pirata é desaconselhável, pois o investimento para corrigir o problema que ele pode gerar é muito maior que o de comprar o produto legalmente. 

3. Ter a rede da empresa hackeada

É comum as empresas operarem com os computadores em rede para facilitar o acesso entre as máquinas, a conexão com a impressora e com o computador de backup.

Ao instalar um programa de forma ilegal, não há como ter certeza que a pessoa que disponibilizou aquele arquivo não o modificou de alguma forma.

Geralmente, é necessário desativar internet e antivírus para instalar o software pirata. Isso deixa o computador sem nenhuma barreira. 

Então, caso haja um vírus, ao estabelecer a conexão com a internet, ele pode infectar e alterar o funcionamento de toda rede de computadores. 

4. Ausência de suporte técnico

Outro dos riscos do uso de software pirata em empresas é não ter acesso ao suporte técnico da empresa para resolução de problemas ou para tirar uma dúvida sobre o funcionamento da ferramenta.

Por ser um produto não licenciado, alguns recursos podem ficar indisponíveis e não há como recorrer.

Qualquer programa digital está suscetível a falhas e erros e as empresas sérias possuem equipes de atendimento prontas para assessorar os clientes.

Por isso, o investimento compensa, pois além de suporte, os clientes têm acesso a atualizações, melhorias e estão sempre com os recursos em dia.

Leia também: 6 sinais de quando e como modernizar sua empresa.

5. Ser acusado de prática de pirataria

Esse é um dos  riscos do uso de software pirata em empresas mais temidas: a descoberta e, consequentemente, a acusação de prática de parataria.

Segundo a lei brasileira, a pirataria é crime e se uma empresa é acusada formalmente, pode responder a um processo. 

A Lei Nº 10.695 publicada em julho de 2003 trata dos direitos de autor e alterou tanto o Código Penal quanto o Código de Processo Penal, editando os artigos 184 e 186.

O resultado de uma denúncia é um processo público que pode ocasionar prisão e pagamento de multa.

6. Desperdício de tempo

O desperdício de tempo também é um dos riscos do uso de software pirata em empresas.

Imagine que encontrar um arquivo de download e algo que quebre a barreira de registro não é algo tão rápido.

Mesmo que se consiga o arquivo com alguém, nunca é um processo linear. Agora, imagine ter que repetir o mesmo passo a passo e passar pelo mesmo problema em todos os computadores da empresa.

É uma perda de tempo considerável que sua equipe poderia investir em melhorias para o negócio. 

Leia também: 5 dicas de como aumentar a produtividade da empresa.

7. Perda de credibilidade da empresa

Como citamos no item #5, o processo de pirataria é público, ou seja, está acessível para o conhecimento de todos.

Então, esse é outro dos riscos do uso de software pirata em empresas graves: perder a credibilidade no mercado.

Uma empresa séria deve recorrer aos meios legais para funcionar. Essa conduta assegura ao cliente que o serviço prestado também acontece sem atalhos.

Credibilidade é algo muito difícil de conquistar. Então não arrisque a construção da sua marca. Pesquise preços e veja se a empresa do software oferece descontos para empresas micro e pequenas ou para a aquisição de muitas licenças simultâneas. #ficaadica

Qual o valor da multa por usar software pirata?

De acordo com o artigo 109 da Lei nº 9.610, o valor da multa por usar software pirata chega a “vinte vezes o valor que deveria ser originalmente pago” ao detentor dos direitos do programa. 

Quem é responsabilizado quando se pratica pirataria de software em uma empresa?

Ao ser feita uma denúncia de pirataria de software em uma empresa, a pessoa que praticou, ou seja, que fez a instalação é responsabilizada.

Porém, a empresa, como empregadora, também arca com parte da responsabilidade, pois a pirataria aconteceu na rede e no sistema da empresa.

Fique atento ao uso de software pirata em empresas

Os riscos do uso de software pirata em empresas não compensam e seu negócio deve sempre procurar alternativas como recursos gratuitos, períodos de teste grátis, promoções de assinatura, descontos para empresa, entre outros benefícios.

A aquisição legal de softwares e programas vai garantir a segurança e evitar prejuízos para o caixa financeiro e para a imagem da sua marca.

Sua empresa precisa de um sistema seguro, integrado e altamente produtivo para gerenciar a gestão do negócio? 

A Safetec ajuda seu negócio a fazer a transição para um sistema de gestão mais integrado e produtivo que vai transformar a maneira da sua equipe trabalhar. Fale com nossos consultores

Saiba mais