O impacto das soft skills na transformação digital | Safetec
(81) 3126-4100 [email protected]

Ao contrário do que a tradução livre do termo pode indicar, soft skills não são habilidades “leves” ou “suaves”, elas se tratam de capacidades interpessoais, que tratam das nossas relações, vão além do conhecimento técnico que adquirimos com cursos e se desenvolvem de maneira não intencional com o tempo. Ou seja, as soft skills englobam nossas aptidões mentais, emocionais e sociais.

Mas o que isso tem a ver com transformação digital e desenvolvimento profissional? Absolutamente tudo. Com os avanços tecnológicos que temos presenciado no último ano e a aceleração da transformação digital nas empresas, a demanda por profissionais que conseguem acompanhar essas mudanças com inteligência emocional tem crescido bastante.

A maneira como as equipes interagem, o relacionamento com os colegas de trabalho e com os gestores são também formas de contribuir positivamente no bom andamento dos negócios. E desenvolver soft skills é um ponto principal para irmos bem nesses aspectos.

 

OUÇA:

“Estamos vendo um aumento de expectativa de vida, que também tem feito as pessoas trabalharem por mais anos e bem, com qualidade. Isso faz com que numa mesma empresa tenhamos pessoas de diferentes gerações. Temos uma pessoa de 20 anos trabalhando com uma de 60. E aí, precisamos ter essa habilidade de nos relacionar com esses diferentes tipos de pessoas, com pensamentos diversos”, afirma Ana Uriarte, sócia e diretora de conteúdo da Happen.

Por serem habilidades que comumente não são trabalhadas de maneira intencional, é natural que algumas pessoas tenham mais dificuldade em desenvolvê-las. Nas escolas, cursos e faculdades não temos matérias ou cadeiras que nos dão ferramentas técnicas ou teóricas para exercitarmos essas aptidões, mas quando fazemos um trabalho em grupo, por exemplo, estamos trabalhando nisso de maneira indireta. Alguns com mais desenvoltura e outros com menos.

Essas pessoas que apresentam mais dificuldade em desenvolver tais aptidões, tendem a enfrentar com mais dificuldade as mudanças que estão ocorrendo nas culturas empresariais. Sobre este ponto, Ana Uriarte comenta que “o mundo está cheio de novos problemas e novas situações cada vez mais imprevisíveis, e o desenvolvimento de novas soluções para essas situações passam por soft skills”.

Em nosso Safetalk #025, Maria Thereza Penna , líder da área de RH da Safetec, recebe Ana Uriarte, sócia e diretora de conteúdo da Happen, para conversar sobre como as soft skills podem impactar na vida pessoal dos colaboradores, nos seus relacionamentos interpessoais e até mesmo nos resultados da empresa.

 

Sobre a Safetec – A pernambucana Safetec, integrante do Porto Digital, e única parceira premier Google Cloud no Norte e Nordeste e especialista certificada em Transformação de Trabalho nível Enterprise e Educação, têm apenas um propósito: construir experiências incríveis utilizando soluções de colaboração e tecnologia em nuvem. Tanto na área corporativa quanto educacional, uma de suas principais missões é gerar Retorno de Valor para empresas e instituições de ensino, utilizando soluções simples, inovadoras e eficazes que impactem positivamente o ambiente de trabalho e levem a aprendizagem para além da sala de aula. Está presente no Recife, São Paulo, Fortaleza, Salvador e Belo Horizonte.

Saiba mais