Google Data Studio: como usar, visualizar e combinar dados?
(81) 3126-4100 [email protected]

Com certeza, as ferramentas colaborativas da sua empresa geram uma quantidade grande de dados. Mas como transformar números em insights? A resposta é simples: conhecendo o Google Data Studio e como usar essa ferramenta. 

Informação visual é sempre mais fácil de absorver e assimilar, então aproveitar os benefícios desses recursos gratuitos pode contribuir muito para sua empresa.

O estudo Global State of Enterprise Analytics da MicroStrategy apontou que o ano de 2020 forçou as empresas nacionais a verificar a veracidade de seus dados.

Afinal, sem uma análise que permita entender os resultados, os números são apenas números, certo? 

De acordo com o estudo, os cinco tipos principais de análises que as empresas brasileiras estão executando são para:

  1. orientar a estratégia e mudanças nos negócios;
  2. desenvolver novos produtos e serviços;
  3. gerenciar riscos;
  4. analisar a equipe e a produtividade no ambiente de trabalho;
  5. impulsionar processos e eficiência de custos.

Hoje, sem essas informações, não é possível que as organizações prevejam tendências ou auxiliem no alcance de seus objetivos.

E para fazer essa leitura não é necessário nenhuma ferramenta super complexa. Aprendendo como funciona o Google Data Studio, você pode aproveitar todos os recursos da ferramenta para fazer suas análises.

Continue lendo e entenda tudo sobre combinação e interpretação de dados de forma eficiente.

O que é o Google Data Studio?

O Google Data Studio é uma ferramenta gratuita que organiza dados em relatórios e painéis informativos 100% personalizados, fáceis de ler e de compartilhar.

Algumas tarefas que podem ser realizadas no Data Studio são:

  • conectar todas as fontes de dados da organização e reunir insights;
  • criar visualizações, relatórios e painéis relevantes com apenas alguns cliques;
  • colaborar e compartilhar facilmente informações com toda a equipe da empresa.

Assista no vídeo abaixo uma introdução da empresa e seus principais recursos:

.

Além de gráficos, também existem recursos interativos disponíveis, podem ser incluídos links e imagens, adicionadas marcas e anotações e personalizações de estilo e temas de cores.

GUIA do Google Data Studio: como usar?

como-funciona-google-data-studio

Para entender como funciona o Google Data Studio é necessário entender como os dados são conectados à ferramenta.

Conectando fontes de dados ao Data Studio

Dentro do Data Studio, na aba Origens de Dados clique em ‘Criar’ (no canto esquerdo da página) e escolha a opção ‘Origem de dados’.

Depois de selecionar o país, o nome da empresa e concordar com os termos de uso — caso seja a primeira vez que acesse a ferramenta —, selecione se deseja receber notificações do Google por e-mail.

Em seguida, abrirá uma nova página com as fontes de dados que podem ser conectadas ao Data Studio.

Todos os serviços do Google podem ser importados para a ferramenta como:

  • Google Analytics;
  • Google Ads;
  • Planilhas Google;
  • MySQL;
  • PostgreSQL;
  • YouTube Analytics, entre outros.

Além das opções de Google Connectors acima, existem 442 opções de Partner Connectors entre softwares (Hubspot, Mailchimp, SEMrush, Pipedrive, entre outros) e redes sociais (Facebook Ads, Instagram Ads, LinkedIn Ads, entre outros).

Basta clicar em uma das opções e depois em ‘Autorizar’ para que o Data Studio tenha autorização para se conectar aos seus dados no serviço.

Com todas as fontes de dados disponíveis conectadas, é possível começar a usar as informações para montar os relatórios.

Montando relatórios 

A função dos relatórios é validar análises e tomadas de decisão, além de fornecer ideias para fomentar discussões e auxiliar na troca de argumentos.

Então, a primeira opção é montar um relatório em branco e começar do zero a inserção dos elementos. 

Ao escolher essa opção, você visualiza a página abaixo:

pagina-data-studio-em-branco

Como a quantidade de dados pode ser grande, é possível também selecionar o período de tempo com o qual você deseja trabalhar.

Depois, começa-se a desenhar o relatório incluindo gráficos em diferentes formatos, controles e configurando temas e layout.

O relatório pode ganhar novas páginas clicando em ‘Adicionar uma página’ no canto esquerdo da barra de ferramentas.

Caso queira começar seu relatório a partir de um template pronto, escolha uma opção da Galeria de Modelos, abra o arquivo e clique em ‘Usar modelo’ para criar uma cópia.

Dessa forma, fica mais fácil fazer alterações e personalizar com os dados disponíveis, preservando o modelo original. 

Compartilhando o relatório

Depois de montar o relatório, o próximo passo de como usar o Google Data Studio é compartilhar o arquivo.

Clicando em ‘Compartilhar’ no canto superior direito da página, é possível escolher:

  • Adicionar pessoas, determinando se elas podem apenas visualizar ou também editar o relatório. Cada pessoa escolhida recebe um e-mail com uma notificação de acesso;
  • Gerenciar acesso, habilitando o compartilhamento via link também é possível escolher opções de acesso, além de impedir que pessoas com permissão de ‘editor’ compartilhem os arquivos e também desabilitar a opção de download, impressão e cópia dos relatórios.

Após concluir as configurações de compartilhamento, basta finalizar clicando em ‘Salvar’.

Entendeu como combinar dados no Data Studio?

Agora que você sabe como usar o Google Data Studio, pode começar a construir seus relatórios usando essa ferramenta gratuita.

Se além do Data Studio a sua empresa quiser utilizar outras ferramentas do Google, aproveite para conhecer o Google Workspace.

O sistema é uma ferramenta de gestão integrada e colaborativa do Google voltada para empresas.

Descubra ‘Quanto custa o Google Workspace? Conheça os planos!’ e mude a forma de gerenciar sua empresa.

A Safetec ajuda seu negócio a fazer a transição para um sistema de gestão mais integrado e produtivo que vai transformar a maneira da sua equipe trabalhar. Fale com nossos consultores.

Saiba mais