5 dicas incríveis de uso de aplicativos em sala de aula
(81) 3126-4100 [email protected]

Dados de pesquisa divulgados pelo jornal O Estado de São Paulo mostram que cada vez mais o estudantes se valem da internet e do uso de aplicativos em sala de aula.

Segundo a reportagem, 68% dos jovens entre 9 e 17 anos usam a rede mundial de computadores para trabalhos escolares. E 38% fazem isso na própria escola, enquanto outros 17% em bibliotecas ou telecentros.

Com as oportunidades geradas pela transformação digital, o uso de aplicativos em sala de aula com o objetivo de tornar a experiência de ensino mais interativa e inspiradora já é uma tendência irreversível.

E os resultados são extremamente animadores. 

Neste post, selecionamos 5 formas de uso de aplicativos em sala de aula de uma foma prática e ágil. Isso permite aos alunos atingirem seu máximo potencial.

Antes de conhecer algumas sugestões de uso de aplicativos em sala de aula, confira este infográfico divulgado pelo Instituto Cotemar. Ele ilustra as 3 principais razões para se usar a tecnologia em sala de aula:

uso de aplicativos em sala de aula

Veja também em nosso blog: Google para professores: da sala de aula virtual aos computadores

Uso de aplicativos em sala de aula: vantagens e 5 sugestões práticas

Se existem um ambiente onde crianças, adolescente e jovens se sentem bastante à vontade é na internet. 

A geração dos millennials, aqueles que nasceram a partir dos anos 90, os nativos digitais, enxergam o uso da tecnologia de forma muito mais natural. E porque não usar isso à favor do ensino?

Se os estudantes dominam esse ambiente e conseguem trafegar por ele com mais liberdade e desenvoltura, angariando recursos e informações, isso pode ser de grande valia para professores e alunos.

Nesse sentido, separamos 5 sugestão do uso de aplicativos em sala de aula. 

1- Provas e exercícios por meio de formulários online

Você usa um editor de texto para criar suas provas execícios, imprime e depois distribui em sala de aula para que seus alunos os respondam?

É bem provável que sim.

Ora, se você usa um computador para isso, por que, ao invés de usar um editor de texto, não cria formulários com espaços para que seus alunos respondam perguntas dissertativas e testes.

Já pensou na facilidade de correção, sem ter que decifrar garranchos? E quanto às provas em teste, que além de serem corrigidas com muito mais velocidade, ainda podem contar com as estatísticas sobre as respostas de cada aluno.

E mais: bons formulários eletrônicos online permitem acrescentar vídeo e imagens em definição mais adequada do que nas provas impressas. Essas ilustrações, mapas, gráficos e vídeos ajudam a criar perguntas mais interessantes para os alunos. Isso sem falar no custo de impressão e no uso de papel, que são eliminados.

Já tinha penado em usar um aplicativo de formulário online para provas e exercícios? Use e veja como isso vai facilitar sua vida. 

Confira algumas dicas AQUI  

2- Trabalhos colaborativos com edição simultânea de documentos

Criar pastas em drives compartilhados para a classe como um todo, grupos de trabalho e mesmo alunos é só uma das possibilidades geradas pelo Google Drive.

Uma dica e propor trabalhos colaborativos em que os alunos terão que criar uma apresentação ou mesmo um texto, mas em que cada um dará sua contribuição online, editando o mesmo documento dos dispositivos que estiverem usando naquele momento.

O professor pode até definir um cronograma de entregas e acompanhar o desenvolvimento do trabalho passo a passo, colocando sugestões de melhoria que ficam assinaladas para os alunos aceitarem ou não. Todas as versões anteriores ficam salvas para consulta a qualquer momento.

Confira: Conheça as ferramentas Google para educação e expanda o potencial de seus alunos

3- Feedbacks individuais por videoconferência

Falar pessoalmente com os alunos na sala e aula pode ser complicado. Que tal definir horários para tirar dúvidas individuais ou coletivas por meio de videoconferências, como o Hangouts, por exemplo?

O professor pode aproveitar melhor seu tempo, sem ter que se deslocar e isso vale também para os alunos, que podem falar com ele de suas casas ou outros locais, recebendo um feedback personalizado. 

Saiba mais: Aprenda o modo mai fácil e prático de como fazer videoconferência 

4- Professores de outras escolas, palestrantes e “reportagens” 

Já que estamos falando de videoconferências, porque não aproveitar o uso desse aplicativo em sala de aula para convidar outros professores e palestrantes para ensinar seus alunos.

Além disso, compartilhar visualizações de ambientes naturais, experiências ao vivo, visitas a museus e locais históricos podem ser mostardas a seus alunos, com comentários em tempo real de pessoas que estejam nessas localidades. 

Saiba mais: Descubra como usar o Google sala de aula e revolucione o seu jeito de ensinar

5- Cronograma de atividades online

Calendário de provas, entrega de trabalhos e exercícios, datas de apresentações em sala de aula, projetos, eventos culturais, mostras de ciências e todas as atividades da turma podem ser administradas por meio de um calendário interativo.

Além de facilitar a vida de alunos e professores, o uso de calendário online permite enviar lembretes, aumentado o engajamento doa alunos. 

Veja também: Google Educacional: Tecnologia potencializando o aprendizado ao máximo

Esta convencido de que o uso de aplicativos em sala de aula pode ser um benefício para você seus alunos?

Então, entenda um pouco mais sobre a tecnologia em nuvem e tudo que ela pode proporcionar.

Baixe nosso e-book gratuito:

botao-ebook-computacao-na-nuvem-01.png

Saiba mais