Técnicas de liderança de equipe: 20 dicas de Bernardinho
(81) 3126-4100 cloud@safetec.com.br

Despedindo-se do comando da seleção Brasileira de Vôlei Masculino (também foi técnico de seleções femininas, há alguns anos), coberto de medalhas e troféus, além do reconhecimento de atletas, dirigentes e dos fãs, Bernardo Rezende se notabilizou também por dar palestras sobre técnicas de liderança de equipe.

Confira agora nossa seleção de 12 dicas campeãs deste mestre da liderança e do comando de grupos de alto desempenho.

E, para complementar nossas dicas de liderança de equipe, veja também o depoimento de Raquel Oliveira, diretora da Rheserva Consultoria e RH da Chico Rei, empresa de vendas de camisetas online com uma pegada inovadora.

CTA-Salesforce-transforme-gerentes-de-vendas-em-líderes-de-vendas

Saiba mais: 9 Box: entenda este critério de avaliação de desempenho

Técnicas de liderança de equipe: 12 dicas selecionadas de Bernardinho

“Os problemas que enfrento como treinador de equipes de alta performance são basicamente os mesmos que preocupam todas as pessoas no competitivo ambiente profissional, como, por exemplo, encarar desafios e pressões e trilhar os caminhos da vitória”

Assim Bernardinho mostra que o que faz nas quadras pode ser reproduzido em empresas e organizações. Veja uma lista de tópicos que podem resumir algumas de suas técnicas de liderança de equipes:

1- Identificar talentos

Convocar uma seleção não é fácil. Quais talentos deixar para trás e quais levar consigo, rumo a vitória? E quais as consequências de fazer a escolha errada, e só perceber isso já no meio da “competição”?

Bernardinho apresenta 4 formas de identificar e modelar talentos:

  1. Genialidade: identifique o que a pessoa faz com excelência e satisfação e estimule-a a se aperfeiçoar nisso cada vez mais.
  2. Track record: é preciso ter um histórico de bons resultados, ou construir um, com ajuda do líder.
  3. Determinação: perceba se o talento persegue seus objetivos estipulando metas cada vez mais alta, saindo de sua zona de conforto.
  4. Paixão: este pilar de motivação é fundamental para identificar um talento: amar o que faz.

2- Motivação constante

Conhecer os membros da equipe para detectar suas fraquezas e pontos fortes, desejos e temores, para poder usar isso como gatilhos de motivação: cada tem um jeito diferente de ser motivado. E Bernardinho sabe fazer isso com maestria.

Veja mais: Mensagens motivacionais para o trabalho em equipe

3- Comprometimento do líder e da empresa com a motivação individual dos integrantes

Não basta que o líder esteja comprometido com seus liderados, é preciso que a organização comungue dessa postura. Caso contrário, todos os seus esforços podem naufragar.

4- Trabalho coletivo

A união de talentos e a complementariedade de capacidades é que leva à vitória. O excesso de valorização individual pode atrapalhar. Juntos, cada indivíduo apoia e incentiva os outros, chegando todos a um resultado superior.

Veja mais uma frase de Bernardinho que ilustra isso:

“Jamais desconsiderei o talento de qualquer um desses excepcionais atletas, embora, para mim, sejam astros cuja luminosidade se torna cada dia mais acentuada quando formam uma constelação”

5- Espírito de equipe

Pode parecer a mesma coisa, mas espírito de equipe e trabalho coletivo, na verdade, são técnicas de liderança de equipes complementares.

Isso fica claro para quem lê um episódio de seu livro “Transformando Suor em Ouro” (do qual tiramos a maioria das frases atribuídas a Bernardinho neste artigo), em que o treinador conta que o jogador André, sacou a camisa 5, de Henrique, cortado da seleção e perguntou: “Poço?”. Bernardinho disse que não poderia jogar com ela. Ao que André respondeu que não queria usar a camisa, mas pendurá-la no vestiário, como homenagem.

Confira também: Sessão da tarde: filmes sobre liderança e trabalho em equipe

6- Características do líder

Quem une trabalho duro com talento, chega ao sucesso. Mas se seu líder se mostra desconhecedor dos detalhes e das técnicas, ou é pouco esforçado, será impossível que a equipe e tome como exemplo.

Bernardinho lista 3 características importantes do líder:

  1. Não permite transgressões
  2. Dá o exemplo (faz o que diz para os outros fazerem)
  3. Usa seus valores para motivar as pessoas

Leia também: 8 atributos de um grande gerente de vendas

7- Usar dados concretos

Hoje, com tantas ferramentas, aplicativos, acesso remoto e a computação em nuvem auxiliando as empresas a terem dados reais para embasar suas decisões, isso deve ser usado com um aliado na hora de convencer membros da equipe, como Bernardinho sempre fez, com ajuda da estatística e até programas desenvolvidos especialmente para isso.

8- Influência interpessoal

Aliados aos dados concretos, as técnicas de argumentação e conhecimento pessoal dos atletas sempre ajudaram este treinador, e podem ajudar você a influenciar seus liderados.

9- Cuidado com a área de conforto

Em seu livro, Bernardinho também conta em determinado momento, quando discutia táticas para os próximos jogos, os jogadores simplesmente aceitavam tudo que dizia, calados.

E isso o preocupou: será que tinham se acomodado e confiavam cegamente nele?

Provocou-os sutilmente e ficou feliz em ouvir críticas e sugestões, no que discordavam e no que queriam ajustes.

10- Envolvimento na tomada de decisão

Da mesma forma como descrito acima, uma decisão que não convença sua equipe não será seguida. É preciso chagar a um consenso de objetivos para a busca de conquistas contínuas.

11- Líder servidor

Essa técnica de liderança de equipe consiste em mostrar ao grupo que você está lá para compartilhar o sucesso com eles, e não se apoderar dos louros da glória. As informações e dados são sempre compartilhados, na busca da preparação que leve a equipe à vitória.

Veja esta frase de Bernardinho, citada em entrevista:

“É fácil dizer que este time é do Bernardinho, mas não é. Sou só um deles. […] Estou aqui para dar-lhes os meios para as vitórias e questioná-los sobre como continuar melhorando. Esse é meu principal papel”

12- A Roda da Excelência

Bernardinho criou o que chama de roda da excelência, que resume um pouco de tudo que comentamos até aqui:

É importante lembrar que estes tópicos sobre técnicas de liderança de equipe foram retirados, interpretados e resumidos de seu livro, entrevistas e palestras. O ideal é você conferir as dicas de Bernardinho na prática.

Que tal começar agora mesmo?

Então assista a este vídeo disponibilizado pelo canal IFBB Pro Workout

 

Como desenvolver melhor seus líderes?

É com esta pergunta na cabeça que Raquel Oliveira, da Chico Rei, diz  ter passado seus 10 anos de experiência como gestor de pessoas. E complementa:

Raquel Oliveira

“O desenvolvimento de liderança passa, no meu ponto de vista, por um processo de descoberta pessoal, de mapeamento interno, conhecimento de si. Conhecer suas potencialidades, pontos fortes, pontos a serem ajustados é essencial para que o caminho a ser percorrido tenha um foco determinado”.

Para Raquel, ancorar técnicas de liderança de equipe e gestão de pessoas na criatividade, liberdade, inovação, felicidade ou qualquer estratégia só faz sentido se a ideia for verdadeira e compatível ao estilo de vida daquele que irá transmitir a mensagem para a empresa.:

“O líder precisa, antes de tudo, acreditar, passar credibilidade e ser facilitador do processo de desenvolvimento de todos.”

Veja algumas técnicas de liderança de equipe recomendadas por ela:

 1- Foco nas pessoas

Quem são, o que as estimula, como a mensagem organizacional está sendo transmitida. O líder não pode perder o contato com sua equipe, deve vivenciar o dia a dia, perceber o que está acontecendo e agir preventivamente; sempre. Deve saber também que não é dono da vontade dos outros, que há um limite entre vida pessoal e profissional.

2- Paixão pelo trabalho

Não é bem uma técnica de liderança de equipes, mas uma manira de ser que contamina positivamente, trazendo estusiasmo.

Conhecimento e escuta. O líder que não escuta sua equipe perde grande possibilidade de crescimento, o alinhamento de propósitos é a mola mestra da integração e deve constituir a rotina de qualquer gestor.  

3- Saber escutar

O líder que não escuta sua equipe perde grande possibilidade de crescimento, o alinhamento de propósitos é a mola mestra da integração e deve constituir a rotina de qualquer gestor, ela faz um comentário sobre esta que é uma das mais importantes técnicas de liderança de equipe:

“Empresas como a Chico Rei, não tem paredes que separam as salas da liderança dos demais espaços, lá todo mundo pode liderar uma ideia, o potencial criativo é altamente estimulado e valorizado. Trata-se de uma empresa cuja gestão é literalmente feita de portas abertas e a troca de ideias é o grande motivador. A mensagem organizacional e o DNA da empresa são reconhecidos a partir do comportamento dos líderes que ali estão”.

4- Circular o conhecimento

Aprender e aplicar o conhecimento é o desafio. Transformar as pessoas em líderes criativos é o foco do trabalho com gestão de pessoas.  Discussões, grupos de estudo, reuniões de criação, todos podem (e devem) participar, a interdisciplinaridade faz parte do cotidiano da empresa. Na Chico Reis só não se capacita quem não quer.

Que achou dessas técnicas de liderança de equipe de dois craques no comando de times?

E na sua empresa, quais destas técnicas poderia aplicar? Deixe seu recado nos comentários.

Saiba mais