Análise do desempenho organizacional: como melhorar em 2017
(81) 3126-4100 cloud@safetec.com.br

Mesmo gurus da administração contemporânea, como os conceituados Michael Porter ou Peter Drucker, nunca deixaram, de uma forma ou de outra, de salientar a importância das 5 funções da administração estratégica:

  1. Planejar
  2. Organizar
  3. Formar pessoas
  4. Dirigir
  5. Medir e controlar

Na verdade, estas 5 funções acabam se transformando em um ciclo, porque, depois de medir, com o objetivo de controlar, o administrador deverá promover ajustes de rumos, isto é: voltar a planejar, organizar, formar pessoas e dirigir os rumos da organização (entenda o que é o ciclo PDCA).

E quando esse novo planejamento estiver implantando, ele volta a medir e faz a análise do desempenho organizacional, para se conseguir a melhor tomada de decisão possível na organização, como o objetivo de promover a melhoria contínua.

E é neste ponto da administração estratégica que vamos focar nossa postagem de hoje: como fazer a análise do desempenho organizacional e se preparar para um 2017 melhor?

Confira, a seguir, os 4 tipos de indicadores organizacionais mais usados e como empregá-los em sua empresa.

Os 4 indicadores para análise de desempenho organizacional

Se sua empresa deseja fazer uma análise de desempenho organizacional, é porque ele conta com números e estatísticas para poder avaliar esse desempenho, certo?

Bom, se sua empresa não conta com isso, sua análise será bastante prejudicada. Por isso, uma boa recomendação, neste caso, já para o início do ano que vem, seria começar a pensar em alguns sistemas colaborativos para compartilhamento de informações e dos dados pela nuvem, como um programa financeiro empresarial, controle de vendas, sistemas de CRM ou, ao menos começar a usar planilhas para isso.

Independentemente de sua empresa já contar com esses dados para a análise de desempenho organizacional ou não, é importante entender como esse tipo de indicador pode ser classificado, para que cada um dos tipos serve, e como poderão, depois de estudados, contribuir para a melhoria e simplificação dos processos organizacionais.

Veja também: Para que serve o cloud computing? Turbinar sua empresa!

1- Indicadores estratégicos

Os indicadores estratégicos são aqueles, usualmente, definidos pela alta gestão da empresa, pelos níveis decisórios e hierárquicos superiores, como a presidência, os conselhos administrativos e de diretoria.

Estão relacionados com a missão e a visão de futuro da empresa, assim como seus planejamentos de negócios e operacionais.

Assim, se uma empresa tem como visão se tornar a líder do mercado em 5 anos, indicadores como Market Share ou de Lembrança de Marca, podem ser importantes.

Da mesma forma, se seu plano de negócios para o ano incluía abrir 20 novas filiais, é preciso de dados e indicadores que mostrem como esse processo está se desenrolando e qual o desempenho das lojas já abertas.

2- Indicadores de Qualidade

Seus clientes estão satisfeitos? Mais do que definir quantas peças são fabricadas com defeito ou quantas vezes um serviço é entregue com atraso, a satisfação dos clientes é o objetivo dos indicadores de qualidade.

E, podemos garantir, este é um dos mais importantes na hora de fazer a análise de desempenho organizacional. Afinal, sem clientes satisfeitos, sua empresa corre um sério risco de não conseguir sobreviver no mercado.

O método mais atual para medir a satisfação de clientes é o chamado NPS: Net Promoter Score, em que os clientes são perguntados sobre qual a possibilidade, de zero a 10, de indicarem sua empresa para um amigo.

3- Indicadores de Capacidade

Já ocorreu em sua empresa de não se conseguir entregar uma mercadoria ou serviço porque não havia capacidade produtiva para isso?

 

Sim, isso pode acontecer e esta é a importância de se saber exatamente qual a capacidade de produção de suas máquinas, instalações ou de seu pessoal, tanto para que não haja capacidade ociosa como “quebra” nas entregas de pedidos.

4- Indicadores de produtividade

Alguns dos mais solicitados indicadores para análise de desempenho de uma organização, os indicadores de produtividade são uma relação entre um determinado recurso empregado e a quantidade entregue de um produto ou serviços, por exemplo: a quantidade de energia que uma máquina gasta para produzir tantas unidades de um produto (100 unidades por Kwh), ou quantos garçons são necessários para os clientes de um restaurante serem bem atendidos (3 garçons por mesa de 4 pessoas).

Depois de analisar esses 4 tipos de indicadores de produtividade, você deve perceber quais deles estão dentro de suas expectativas e quais deles precisam ser melhorados, definindo metas para o ano seguinte.

Faça como algumas pessoas fazem para seu desempenho pessoal: defina metas para o ano novo em sua empresa e planeje a melhor forma de alcançá-las.

Veja mais: Melhorando seu controle da comissão sobre vendas

Uma excelente maneira de melhorar o desempenho organizacional é melhorando a comunicação e o trabalho em equipe na empresa. Com auxílio de softwares colaborativos, de vendas e do Cloud Computing, a Safetec tem ajudado diversas empresas a alcançar este objetivo.

Foi o caso da Martorelli Advogados que passou a ter um excelente sistema de avaliação de desempenho ao empregar o G Suite da Google em sua empresa.

Confira: CASE Martorelli

Saiba mais