Expandir sua empresa exige a tecnologia certa | Safetec
(81) 3126-4100 [email protected]

Vivemos em uma era de novidades tecnológicas que aparecem nos noticiários especializados a cada segundo. Acessórios inteligentes, ‘vestíveis’, drones, ferramentas de comunicação, automóveis híbridos e sem motoristas, tecnologias verdes… é difícil manter-se antenado com tanta coisa surgindo ao mesmo tempo.

Ondas sem muita explicação

Todos os dias ouvimos novidades que podem ajudar a expandir sua empresa, como dizem páginas publicitárias e chamadas em jornais, revistas e veículos online. Contudo, pouca gente se preocupa em dizer “como” isso pode ser feito.

Não há tecnologias inúteis… há algumas, claro, que são mal aplicadas e desenvolvidas.

Suponhamos que você tenha uma empresa que lida com entregas apenas para clientes num raio de não mais do que cinco quilômetros de distância. Se as remessas possuem um volume pequeno, talvez seja interessante você começar a pesquisar mais sobre os drones.

Esses pequenos robozinhos podem, em uma futuro próximo, ajudar você a expandir sua empresa sem grandes investimentos. Contudo, quando olhamos de perto, há alguns inconvenientes:

  • Preços em dólar e importação difícil
  • Fragilidade e dificuldade de operação para novatos
  • Baixa autonomia de voo
  • Limitação no peso de carga

Não necessariamente esses inconvenientes eliminam as possibilidades de que você possa vir a utilizar essa tecnologia para expandir sua empresa e escalar seu negócio, mas é preciso, frente a tais desafios, de alguém que entenda e possa lidar com esses problemas, de modo que você possa usufruir das vantagens de aderir a essa inovação.

E que tal as impressoras 3D? Bem, elas têm diversas utilidades e, principalmente em um negócio que lida com peças e componentes de precisão, em materiais maleáveis como o plástico, elas podem auxiliar você a expandir sua empresa.

De novo, contudo, preços são em dólar e a logística é complicada. Além disso, é preciso escolher a impressora certa e usar o material certo de “impressão”. Novamente, a figura do especialista é algo de essencial.

Todas essas inovações geram múltiplas possibilidades e podem trazer muitas vantagens para qualquer empresa, mas elas também oferecem novos dilemas e desafios que precisam ser vencidos. A conclusão é que, além da tecnologia certa, é preciso optar por uma estratégia de implantação que faça sentido, possua consistência e esteja em linha com as necessidades e metas do seu negócio.

Porém, algumas tecnologias já se encontram mais difundidas, e não oferecem riscos e incertezas que elementos como os drones e as impressoras 3D ainda oferecem. Muitas inovações na área mobile são exemplos disso, assim como o cloud computing e suas diversas aplicações.

Tecnologia certa e aplicação certa

Nos últimos meses, você certamente ouviu dezenas de pessoas, entre conhecidos, amigos, clientes, fornecedores e até concorrentes, mencionando que a “nuvem” pode ajudar a expandir sua empresa e simplificar uma infinidade de processos e rotinas que hoje apenas consomem dinheiro e recursos em seu negócio, sem gerar um retorno visível.

A ideia parece sensacional, sem dúvida, e o cloud computing é uma tecnologia que já está consolidada – além do que, por sinal, você já ouviu falar diversas vezes a respeito e tem uma ideia aproximada do que se trata.

A decisão de implantar a nuvem em muitas das rotinas e sistemas usados em sua empresa parece fácil, e você resolve seguir adiante… mal sabe você, contudo é possível que você esteja diante do erro mais comum que as empresas cometem quando o assunto é inovação.

O grande erro

Para alguns, adotar uma nova tecnologia nunca é um erro. Na verdade, pode ser algo desastroso. Lidar com inovações é como caminhar sobre um lago congelado – a visibilidade é pouca e é quase impossível diferenciar os locais nos quais a camada de gelo possui maior ou menor espessura.

Dependendo de como você caminha sobre o lago, é possível que o gelo se quebre. Assim como ocorre com inovações em empresas, a chance de errar pode ser uma só.

Entretanto, há pessoas que há anos frequentam esse mesmo lago, sabendo exatamente em que pontos é possível caminhar ou não, qual a melhor época do ano para andar ou patinar sobre o gelo e, de quebra, podem fornecer alguns conselhos úteis para garantir a sobrevivência, caso o gelo se rompa.

A nuvem é algo de muito similar nos dias de hoje. A popularização do conceito por meio da utilização de aplicações na nuvem por pessoas físicas e grandes empresas fez com que muitos negócios, alguns deles pequenos, começassem a ver as vantagens e possibilidades de migrar seus sistemas, servidores, plataformas e rotinas para a nuvem.

O cloud computing ganhou corpo e é procurado por um número cada vez maior de pessoas que desejam expandir suas empresas. Agora, voltando à analogia do gelo – você pode arriscar a travessia sozinho e se dar bem assim mesmo, porém se logo de cara já combinar as coisas com alguém que conhece o lago como ninguém, provavelmente sua jornada será inegavelmente mais segura e confortável.

A primeira coisa a se considerar, quando decidimos migrar para serviços na nuvem de forma empresarial, é o tipo de suporte que iremos ter nessa nova empreitada…

Expandir sua empresa… com suporte

Uma tecnologia, fatalmente, pede um suporte. É preciso alguém que conheça as aplicações e minúcias da coisa e saiba interpretar essas possibilidades, enxergando maneiras de oferecer à sua empresa o melhor que essa inovação tem a oferecer, com o menor trabalho ou esforço possível.

Na cloud computing, essa figura é representada, por exemplo, pelo cloud advisor – uma empresa ou profissional capaz de gerir e implantar tecnologias na nuvem em seu negócio, aconselhando e ajudando você a tomar as melhores decisões, reduzindo custos, aumentando a economia e gerando mais resultado (não qualquer um, mas sim aquele que sua empresa espera).

A tecnologia, com suporte, pode sim ser a resposta mais rápida para expandir sua empresa – mas é preciso ignorar alguns atalhos… e andar sobre o gelo seguindo os passos de quem já caminha por ele há mais tempo.

Saiba mais